Museus

Os museus preservam a cultura e história da IENH.


A IENH conta com três museus, o Museu da Educação, o Museu do  Índio Tükuna e o Museu Ambiental Henrique Luiz Roessler, ambos localizados na Unidade de Ensino Fundação Evangélica.

Para obter mais informações e/ou agendar visitas, o telefone de contato é (51) 3594 3022.

MUSEU DA EDUCAÇÃO

O Museu da Educação foi inaugurado em 28 de agosto de 1986, ano do centenário da Unidade Fundação Evangélica, na direção do Professor Alexandre Iserhard. As peças foram foram organizadas de forma zelosa pela Professora Érica Sarlet. Após reformas ocorridas em 2010, o Museu ganhou um novo espaço, que permitiu uma organização e distribuição mais temática, possibilitando uma melhor acolhida e movimentação dos visitantes.

Através do material de acervo e fotográfico, que ultrapassam o número de mil peças, se materializa a história de uma Instituição que, englobando as histórias de suas quatro Unidades de Ensino (Pindorama, Oswaldo Cruz, Fundação Evangélica e Igrejinha), tem uma tradição de mais de 180 anos de atuação na comunidade hamburguense e na região do Vale do Rio do Sinos.

Objetos como máquinas, livros, manuais, materiais de uso didático, móveis, documentos, roupas e um número muito grande de fotografias de diferentes épocas, trazem em si um contexto histórico que engloba os fatos que marcaram a Instituição, a comunidade local e regional, os acontecimentos que delimitaram a história de nosso país e, por que não dizer, da própria realidade mundial. Assim, o Museu busca preservar os fatos do passado com a finalidade de compreendermos nosso presente e vislumbrarmos meios para nosso futuro.

MUSEU DO ÍNDIO TÜKUNA

Proporcionar um contato maior com a cultura de uma das variadas tribos indígenas que temos em nosso país é o objetivo do Museu do Índio Tükuna da IENH.

O acervo e a ideia da concepção se devem a partir da viagem que a antropóloga e artista plástica Maria Jussara Gomes Gruber realizou entre 1977 e 1979 junto aos índios Tükuna da região do Alto Solimões, no Amazonas, na região da Tríplice Fronteira entre Brasil, Peru e Colômbia.

Inicialmente, a pesquisa de campo originou a instalação do Museu na Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUC/RS) de Porto Alegre, passando depois para a Feevale, em Novo Hamburgo e em 1981 para a IENH. Sua inauguração ocorreu no dia 25 de setembro de 1981, na direção do Professor Ernest Sarlet.

O acervo conta com mais de 300 peças, sendo peças de madeira, cerâmica, ornamentos de festa e rituais, instrumentos de trabalho do cotidiano, além de fatos que relatam o dia-a-dia dos integrantes desta tribo.


MUSEU AMBIENTAL HENRIQUE LUIZ ROESSLER

Inaugurado em 05 de junho de 2017, o Museu Ambiental Henrique Luiz Roessler promove a valorização do meio ambiente e a preservação da memória.

Localizado na Unidade Fundação Evangélica, o Museu conta com livros, mapas, documentos históricos, recortes de jornais e instrumentos. As diversas peças integravam os acervos particulares do Ex-diretor e Professor da IENH – Kurt Schmeling, do Movimento Roessler para Defesa Ambiental e da IENH. “O Museu é a conexão do passado com o presente e permite por meio da pesquisa, a reflexão para decisões que protejam e preservem a vida no Planeta de forma responsável”, comenta a Coordenadora dos Programas Socioambientais da IENH – Isabel Lizakoski.

O Museu leva o nome do ambientalista Henrique Luiz Roessler como forma de homenageá-lo pelas importantes contribuições com a preservação do meio ambiente, estando à frente das ações do Movimento Roessler.

Todo acervo é destinado para a pesquisa dos estudantes e a comunidade.