Uma década de Psicologia: o momento especial da primeira formatura

Sete formandas participaram da colação de grau
Compartilhe:
WhatsApp

Aquele 15 de julho de 2017 ficou marcado na história. Naquele sábado, a primeira formatura do Curso de Psicologia da Faculdade IENH ocorria com a colação de grau de sete acadêmicas. Estavam reunidos na Sala de Conferências formandas, familiares, amigos, professores e equipe diretiva.

Angelita Leites da Silva, Angelita Raquel Eccel, Katia Lisbôa Daudt, Larissa Altreider, Liciane Petry, Magdalena Leocádia Schneider e Rejane Friedrich foram as primeiras egressas do curso. "A primeira turma viveu de modo intenso as nossas inseguranças e expectativas. Estávamos sempre muito juntas, buscando qualificação constante em todos os aspectos", lembra a Vice-Diretora do Ensino Superior - Renata Roos. Ela acrescenta que o grupo se tornou inspiração, "afinal, cada um do seu modo deixou uma linda relação com os colegas, Instituição e com os estudos".

Importante e esperada, a formatura teve a Renata como Professora Paraninfa. Na época, ela era Coordenadora do Curso. “Ser Paraninfa me emocionou muito, porque eu tinha muito orgulho das formandas e da caminhada que trilhamos juntas durante o curso. Vou guardar para sempre as lembranças de superação e integridade de cada uma delas”, conta.

Trajetórias

Quase quatro anos se passaram desde a data, mas as lembranças permanecem. As primeiras psicólogas formadas pela Faculdade IENH ainda lembram dos motivos que as fizeram escolher o curso e a Instituição. E o caminho trilhado do primeiro dia de aula até os dias atuais também é razão de felicidade.  

Angelita Eccel ingressou na Faculdade IENH com “muita expectativa”. Segundo ela, o curso era uma “realização pessoal” e a oportunidade de buscar “conhecimento junto a possibilidades de novos horizontes”. Na Instituição, ela conta que se sentiu acolhida, pois cada aluna era “tratada com respeito e com um olhar de singularidade”. Para a psicóloga, a preocupação da coordenação foi fundamental, pois isso fez com que “nos tornássemos excelentes profissionais e soubéssemos caminhar com nossas próprias pernas”. Com consultório em Campo Bom, Angelita atende adolescentes, adultos e crianças. Pacientes de fora do Estado e internacionais também são atendidos por ela por meio de consultas on-line.

O sonho de trabalhar com na área da educação e ver de perto a construção do Curso de Psicologia da Faculdade IENH motivaram Angelita Leites a ingressar na graduação. “Eu esperava essa qualidade na transmissão do conhecimento pela qualificação de cada docente que é contrato”, diz Angelita. Além disso, ela comenta que não se “sentia como um número e, sim, como uma pessoa com identidade”, por ser chamada pelo nome por cada funcionário e pela “recepção calorosa a cada início de semestre”. Na IENH, ela participou de congressos, seminários, semanas acadêmicas, viagens e apresentações. Tudo isso contribuiu para a profissional que é hoje. Atualmente, ela trabalha na Instituição como assistente da Clínica-Escola, responsável pelo NADE e atende em um consultório de Teoria Cognitivo-Comportamental, no centro de Novo Hamburgo. Ela também cursa a pós-graduação em Neurocognição e Aprendizagem, ofertada pela Faculdade.

Desejo antigo de Katia Daudt, o Curso de Psicologia com aulas noturnas foi a realização de um sonho! Já aposentada, ela prestou o vestibular “com muita emoção”. Ao longo do curso, as expectativas criadas foram superadas: “corpo docente qualificado, material didático diversificado, incentivo à pesquisa e aos projetos, cursos de extensão com propostas inovadoras, realizados em ambiente agradável e cercado pela natureza”, avalia. A psicóloga concluiu o curso com ênfase em saúde e clínica ampliada e, atualmente, atua em um consultório com referencial de orientação psicanalítica. Ela diz que “o acolhimento foi muito importante” e o “apoio oferecido pela coordenação do curso prosseguiu após a graduação”.

“A ideia de finalmente iniciar a graduação em um curso tão lindo e profundo quanto o de Psicologia, foi muito empolgante”, diz Magdalena Schneider ao lembrar das suas expectativas para ingressar no curso. Ela conta que “esperava poder compreender, [...] o ser em sua esfera biopsicossocial e tudo o que o influencia e constitui”. O curso também contribuiu para o desenvolvimento pessoal e na ampliação do senso crítico e observador. Para a egressa, duas visitas técnicas foram marcantes: ao Hospital Psiquiátrico São Pedro e ao Instituto Psiquiátrico. A partir delas, ela decidiu estudar a saúde mental e, atualmente, atua no acompanhamento terapêutico de adolescentes, adultos e idosos.

Felicitações

Pelos 10 anos de existência, as primeiras egressas deixam suas felicitações e recados. “Tenho muito orgulho em fazer parte da construção do curso de Psicologia da Faculdade IENH, como egressa de sua primeira turma. Gratidão por tudo”, fala Katia. Magdalena deseja que o curso “siga inspirando, ensinando e conquistando, muitos alunos, assim como o fez comigo” e sente “muito orgulho de fazer parte dessa história”.

Aos acadêmicos, Angelita Leites aconselha para quem “aproveitem”, pois “o conhecimento compartilhado por cada professor, o aprendizado é constante e carregamos conosco para vida pessoal e profissional”. Já Angelita Eccel parabeniza a Instituição e a Vice-Diretora – Renata Roos “por toda dedicação” e por “ajudarem a trazer excelentes psicólogos para o mercado de trabalho especialmente neste momento em que vivenciamos um dos momentos mais difíceis da história”. 

Atualizado em: 15/03/2021